Pão Delícia

Essa semana uma amiga baiana (Karina) falou no nosso grupo de WhatsApp que testou essa receita e que ficou muito boa. Daí as demais integrantes do grupo ficaram empolgadas para repetir. Nós testamos e adoramos!!! A receita é da Isamara Amâncio, que tem receitas maravilhosas. Mas resolvi postar aqui, pois tem umas pequenas adaptações, para quem mora na Alemanha e outros países testarem também 🙂 As dicas foram quase todas de Elisa, que foi a primeira a repetir a receita e me passou os detalhes de como ela fez.

Ingredientes do Pãozinho

  • 540 gramas de farinha de trigo
  • 10 gramas de fermento biológico seco
  • 200g de leite condensado
  • 210 ml de água
  • 2 ovos médios
  • 50g de manteiga
  • 1 colher (chá) de sal

Modo de fazer

Segui praticamente todas as instruções do vídeo, com pequenas alterações ( a maioria dicas de Elisa. Ou seja, já aprovadas por duas pessoas :-))

O procedimento é praticamente todo igual ao da Isamara, com algumas poucas mudanças:

A água coloquei de morna pra fria.

Bati a massa na batedeira mesmo, por 10 min.

Para a massa descansar, coloquei o forno a 30 graus (temperatura mínima) e deixei a massa crescer por cerca de 1h. Depois, modelei os paezinhos e deixei crescer por mais 15 min.

Tirei do forno e coloquei o forno para preaquecer a 200 graus.
Assei no penúltimo nivel do forno, com a grelha de baixo apenas por cerca de 10 min. ( Unterhitze)
Depois mudei para o modo com ventilação ( Umluft) e baixei o forno para 180 graus e assei por mais 5 minutos.

Ingredientes do recheio

  • 40 g de queijo parmesão ralado
  • 1 colher (sopa) rasa de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) rasa de amido de milho
  • 25g de manteiga sem sal
  • 1/2 colher (chá) rasa de sal
  • 200g de creme de leite (usei o creme de leite fresco – Schlagsahne)
  • 210ml de leite 210 ml

Modo de fazer

Aqui segui exatamente os mesmos passos da Isamara.

Eu recomendo fazer o recheio antes mesmo de fazer os pães. Eu fiz enquanto a massa estava fermentando, mas o ideal é esperar um pouco mais, para o creme ficar mais consistente.

Espetinho de frango e salada de cuscuz turca

Semana passada vi num programa de TV que eu adoro esses pratos e aí tentei reproduzir hoje. Não ficou igual ao do restaurante, até porque faltou um ingrediente, mas ficou bem gostoso. Por isso resolvi postar aqui 🙂

Espetinho de frango

Ingredientes

  • 500 g peito de frango
  • 2 colheres de sopa cheias de Iogurte ( sem açúcar)
  • 1 colher de sopa cheia Extrato de tomate
  • 1 colher de chá Páprica doce
  • 1 colher de chá de cominho
  • 1 colher de chá de coentro em pó
  • sal e pimenta a gosto

Modo de fazer

  • Corta o frango em cubos
  • Misturar os ingredientes da marinada e adicionar ao frango
  • Deixar marinar por pelo menos 3 horas
  • Montar os espetinhos
  • Levar a grelha ( eu fiz na função grill do meu forno)
  • Eu fiquei observando dar o ponto. Acho que poderia ter deixado ficar um pouco mais dourado. Ficou muito bom. Já vou repetir essa marinada

salada de cuscuz turca
Salada de cuscuz

Salada de cuscuz (Kisir)

Ingredientes

  • 2 xícaras de cuscuz marroquino ( aqui usei o Bulgur, que é o cuscuz com grãos maiores e é o que normalmente se usa na culinária turca)
  • 4 xícaras de água quente
  • 1/2 pimentão vermelho
  • 1/2 pimentão verde
  • 1 cebola
  • 1 dente de alho
  • 1 colher cheia de extrato de tomate
  • 1 colher de sopa de Pasta de pimentão (Ajvar — se não tiver, adicionar páprica em pó)
  • Salsinha para decorar ( ou hortelã, que é mais tradicional)

Modo de fazer

  • corte a cebola, os pimentões e o alho em cubinhos e reserve
  • em uma panela, adicione o azeite e leve a cebola pra dourar. Mexa bem até ela começar a murchar, aí adicione os pimentões e vá mexendo até eles também começarem a murchar. Daí adicione o alho.
  • Em seguida, adicione o extrato de tomate e a pasta de pimentão e mexa bem
  • Adicione o cuscuz e mexa um pouco
  • Adicione a água quente e e mexa
  • Deixe cozinhar por cerca de 10 min. O cuscuz irá absorver o líquido. Caso ainda não tenha absorvido, deixe mais um tempo com o fogo ligado. Em seguida, desligue e deixe a a panela tampada por pelo menos mais 5 min. Se estiver usando cuscuz, simplesmente coloque o líquido e feche o recipiente, deixando hidratar por 10 min.
  • Transfira para o prato de servir e decore com a salsinha ou hortelã

Bolo de banana (Banana bread)

Domingo é dia de bolo aqui em casa. Hoje eu  fiz dois, mas queria falar desse aqui. Um bolinho de banana delicioso, receita do Bake Club. Perfeito para acompanhar o café da tarde.

Ingredientes:

  •  2-3 bananas
  •  1 colher de chá de extrato de baunilha
  •  150g de manteiga
  •  180 g de açúcar demerara
  •  2 ovos
  •  190 g de farinha
  •  1 colher de chá de canela em pó
  •  1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  •  1 pitada de sal

Modo de preparo:

Misture os ingredientes secos (exceto o açúcar ) e reserve.

Amasse bem as bananas com um garfo, misture com a baunilha e reserve.

banana amassada

Bata a manteiga até começar a embranquecer, acrescente o açúcar . Continue batendo e vá juntando os ovos um a um.

creme de manteiga

Junte as bananas amassadas e mexa bem. Em seguida, incorpore os secos.

Asse em uma forma de pão forrada com papel manteiga. Caso não tenha uma, recomendo assar em uma forma de furo, para permitir que a massa asse bem.

massa pronta para assar

Asse em forno pré-aquecido a 180 graus por cerca de 40-45 minutos.

Depois é só preparar o café! Hmmm….

café da tarde

 

Torta de Iogurte com Damasco

20180602_170204

Fiz essa torta dia desses e amei. Aí repeti hoje de novo porque achei ela muito boa. Eu já fazia a torta de Iogurte antes, mas essa camadinha de damasco dá um toque super especial.  A receita original da torta tá aqui (em alemão). Eu fiz umas poucas adaptações.

O bom da receita é que além de gostosa, não dá muito trabalho — só demora por conta das duas etapas na geladeira. Eu fiz a torta com uma base de bolo já pronta. Uma base de pão de ló. Mas você pode simplesmente pegar um bolo redondo, cortar pela metade e usar. Idealmente, um bolo feito ou sem gordura (tipo pão de ló) ou usando óleo, já que o bolo vai pra geladeira e se for com manteiga vai ficar duro.

Ingredientes:

Massa de Iogurte:

  • 500g de iogurte sem açúcar * (como no Brasil é difícil de achar sem açúcar, basta diminuir o açúcar da receita )
  • 150 g de açúcar
  • 10 folhas de gelatina sem sabor
  • suco de 4 limões  normais ou 3 sicilianos (aprox. 120ml)
  • 200 ml de creme de leite fresco (acredito que funcione com o creme de leite de caixinha do Brasil. Não usar o de lata)

Cobertura de Damasco:

  • 480g (2 latas) de damasco em conseva
  • suco de 1 limão
  • 50 g de açúcar
  • 5 folhas de gelatina

Modo de fazer:

Forre uma forma de fundo removível com papel manteiga. Em seguida coloque a base do bolo.

Corte cerca de metade dos damascos e distribua sobre a base do bolo.

Creme de Iogurte:

Misture o iogurte, o açúcar  e o suco de limão.  Se estiver usando creme de leite fresco, bata-o em ponto de chantili e reserve.

Hidrate a gelatina em água gelada e quando estiver hidratada, aqueça em banho maria até derreter. Adicione 3 ou 4 colheres do creme de iogurte e misture bem e então adicione a gelatina ao creme de iogurte. Por último, adicione o creme de leite. Cubra a base do bolo com o creme de iogurte e leve à geladeira por pelo menos 1 hora.

Cobertura:

 

Coe os damascos, preservando o liquido em um recipiente. Bata os damascos com um pouco do líquido usando mixer ou no liquidificador até virar um purê. Verifique que a quantidade  do purê deve ser de aproximadamente 400ml. Misture o açúcar  e o suco de limão. Hidrate a gelatina e acrescente ao purê de damasco ( no mesmo esquema: primeiro coloque três  colheres de purê na gelatina e depois devolva a gelatina para o purê de damasco).

Retire a torta da geladeira e cubra com o creme de damasco e leve novamente à  geladeira por volta de 2 horas.

Sirva gelada.

 

Dior: Designer de Sonhos

Quem acompanha meu instagram viu que eu estive em Paris semana passada e que visitei a exibição sobre a Christian Dior, no Musée des Arts Décoratifs – bem pertinho do Louvre. Simplesmente FAN-TAS-TI-QUE! Gente, sério, tudo o que eu escrever aqui não é suficiente para descrever o que senti passeando pelas salas do museu. Tudo lindo! Curadoria perfeita. A exibição foi feita para comemorar os 70 anos da Maison Dior e contém não apenas designs do Christian Dior, mas de todos os outros estilistas que o sucederam. É muito completa, tem vários vestidos que você vai reconhecer na hora, mas tem também esboços, tem um material de propaganda, tem capas de revista, tem os perfumes, tem também obras do Dior colecionador. Enfim, super completa mesmo.

Eu fui a Paris essencialmente para ver esta exposição 🙂 Ok, aproveitei para fazer outras coisinhas — uma das quais vai render post também, mas essa era minha prioridade. Eu tenho que dizer que moro convenientemente perto de Paris, pra conseguir ir apenas para passar um final de semana prolongado lá.

 

Essas fotos aqui são pra dar um gostinho,  mas  a câmera do meu celular não é das melhores pra isso. Depois, quando já estava no hotel, vi que tinha levado a câmera na bolsa, mas aí já era tarde demais :/

Se algum de vocês estiver pensando em ir a Paris até o comecinho de 2018 ( a mostra segue até 7 de janeiro), recomendo fortemente ir lá. O ingresso é super baratinho: 11 euros. Eu recomendo comprar o ingresso já na internet e, se possível, não ir num sábado. Pois eu fui na quinta e foi tranquilo de entrar, porém, no sábado, quando queria ir de novo, a fila estava impossível.

No final, eu comprei uma revista sobre a exposição (essa do vestido vermelho) e um livro sobre a Dior. Tem um livro da exposição também. É simplesmente belíssimo, mas além de caro é enorme e super pesado.  Fica difícil de levar na mala.

20171001_130214

Quiche Ratatouille

Eu tava procurando receitas fáceis para fazer na minha festa e ao mesmo tempo, estava muito querendo servir Ratatouille, porque eu simplesmente adoro. Tinha originalmente pensado em fazer uma versao em copinhos servidos com cuscuz marroquino, só que nao achei os copinhos que eu queria (também decidi de última hora, entao nem dava pra pedir). Daí pensei em fazer aquela torta rústica de Ratatouille da Rita Lobo, mas no final me decidi por essa Quiche. Eu já tinha feito uma vez, mas nao tinha ficado muito bom pois eu tinha refogado os legumes antes e achei que a berinjela ficou com gosto de óleo. Aí achei essa receita no eat. live. travel. write.  e aí adaptei como eu queria. Ficou muito boa!

Ingredientes:

Massa:

  • 400g de farinha de trigo
  • 200g de manteiga gelada
  • 1 ovo
  • 1 gema
  • 1 pitada de sal
  • 6 colheres de leite

Na verdade, usei uma massa pronta, mas essa é a minha base para empadao, que seria a mesma massa que eu usaria

Recheio:

  • 250ml de creme de leite fresco ( nunca testei com o creme de leite normal)
  • 4 ovos
  • 1 berinjela pequena
  • 1/2 abobrinha
  • 200g de tomate cereja
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 pitada de noz moscada
  • ervas de Provence ( eu usei alecrim e tomilho)

 

Modo de preparo:

Comece preparando os ingredientes do recheio: corte a berinjela, a abobrinha e a cebola em cubinhos, os tomates ao meio, as amasse os dentes de alho.

Arrume tudo em um tabuleiro forrado com papel manteiga e salpique sal, pimenta e as ervas e  cubra com um fio de azeite. De uma misturada com as maos, de forma de que os legumes fiquem besuntados de óleo.

Leve ao forno médio pré aquecido a 180 graus por 40 minutos.

Enquanto isso, prepare a massa cortando a manteiga em cubinhos e misturando tudo até ficar homogêneo. Daí leve por 30 min à geladeira.

Retire os legumes do forno e espere esfriar. Enquanto isso, abra a massa e coloque numa forma redonda de fundo removível. Faca pequenos furinhos na massa e distribua os legumes uniformemente por cima.

Bata os ovos, o creme de leite, a noz moscada, uma pitada de sal e pimenta a gosto e jogue sobre a os legumes.

Leve para assar por entre 45 e 55 min. Deixe esfriar em desenforme.

Voilà! Uma quiche deliciosa e saudável!

Quiche Ratatouille
Quiche Ratatouille

 

 

 

Festa “Paris can’t wait”

Essa semana foi meu aniversário. No dia do aniversário, fizemos um programa só de família, mas ontem foi dia de comemorar com os amigos.

Eu estava pensando em fazer uma festa “normal”, já que eu nem ia ter tempo de fazer muita coisa ou repetir a festa “Sob o sol de Toscana”, que eu fiz há três anos e foi um sucesso. Só que aí uma amiga (Isabella) me disse que queria trazer um Entremet (um bolo-mousse com diferentes camadas de texturas diferentes). Daí, como eu andava doida para assistir ao filme “Paris can wait”, que estreou na Alemanha recentemente, achei que era o que faltava para definir o tema da festa. Sempre quis fazer uma festa com tema “Paris” — todo mundo que me conhece sabe que eu amo a cidade, mas sempre achei que a culinária francesa é complicada, pra ficar bem feito, teria que ter tempo para fazer as comidinhas e como eu tenho que fazer tudo sozinha, fica muito difícil. Pensei muito se ia fazer ou nao, mas aí lembrei que tenho uma máquina de fazer crepe que nunca usei e achei que seria a saída para ter comidinhas tema da festa sem ser muito trabalho.

 

Mas aí resolvi adicionar outras coisas ao cardápio, todas com referências à culinária francesa. Entao, o cardápio ficou assim:

Crepe bar:

Salgados: Queijo, presunto, champingnon e tomate

Doces: banana, cereja e morango + coberturas: chocolate, leite condensado e caramelo.

Mousse de chocolate e baunilha

mousse.jpg

Tarte aux fruits

(Comprei a massa pronta, só fiz cobrir com as frutas e essa caldinha de brilho

Quiche de presunto e cebola caramelizada

Quiche Presunto
Quiche presunto e cebola caramelizada

Quiche ratatouille – AMEI

Quiche Ratatouille
Quiche Ratatouille

Acho que deu pra ficar a altura do bolo que ficou simplesmente LINDO que Isabella fez ;-).

Entremet
Bolo “Entremet” de frutas vermelhas e pezinho de Rapha ao fundo 😉

 

Cocada mole

No último final de semana, celebramos o aniversário de Raphael com os amigos. E como já era junho e o tema era “fazendinha” ( depois explico melhor), achei que era bem apropriado fazer algumas comidinhas de festa junina.

Entre outras coisas, queria fazer uma cocada mole. Já tinha visto uma no site Pitadinha e tava querendo testar, mas acabou que fiz outra receita 🙂 Saí vendo uns vídeos no youtube e decidi tentar uma mistura de receitas. No final, deu super certo.

Ingredientes:

  • 1 coco ralado (aprox. 200g)
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de água
  • 1 lata de leite condensado

Modo de preparo:

Leve a água e açúcar ao fogo e deixe ferver. Adicione o coco e vá mexendo de vez em quando até o excesso de água secar. Você pode ir mexendo mais, até que o açúcar comece a caramelar – eu acho que fica mais gostoso e a cor mais bonita também.

Depois adicione o leite condensando e continue mexendo por aprox. 5 minutos.

Está pronta. Fácil e delícia!

Eu servi em copinhos de café. Como é muito doce, é bom fazer porções pequenas, para que as pessoas possam experimentar, mas sem enjoar 🙂

20170609_151544